Jogos do Vasco podem ser adiados por crise politica
  Lucas Coppi     |       17 jan 2018

Jogos do Vasco podem ser adiados por crise politica

A crise política que o Vasco da Gama vive fora das quatro linhas pode começar a atrapalhar diretamente também dentro de campo. Além da perda de jogadores importantes, o cruzmaltino pode ter seus primeiros jogos no Campeonato Catarioca adiados pela Federação do Rio de Janeiro. Isso porque hoje, oficialmente, o clube está sem presidente.

O mandato de Eurico Miranda como presidente do Vasco terminou nesta terça-feira, dia 16. A reunião do Conselho Deliberativo, que vai escolher o novo presidente, porém, só será realizada na segunda-feira, dia 22. Assim, o Vasco de hoje está “sem dono”. O Vasco deve ser administrado em conjunto por Eurico Miranda, Fernando Horta e Julio Brant. O problema é que não há nenhum tipo de bom relacionamento entre eles.

Com isso, o jogo entre Vasco e Bangu, marcado para as 19h30min desta quinta, dia 18, em São Januário, pode ser adiado pela FFERJ. O duelo entre Nova Iguaçu e Vasco, no domingo, também corre risco de não acontecer. A Federação do Rio, no entanto, ainda mantém as partidas como confirmadas.

Além do futebol, o basquete também pode sofrer as consequências da crise política no Vasco da Gama. O Vasco tem partida marcada no Novo Basquete Brasil – NBB para hoje, quarta-feira, contra o Bauru na Arena Carioca. Apesar da Liga de Basquete dar a partida como confirmada, o Vasco ainda pode se pronunciar com uma decisão diferente até às 20h, horário do confronto.

No futebol, além do Campeonato Carioca, o Vasco disputará a Taça Libertadores no primeiro semestre. A estreia do cruzmaltino está marcada para dia 31 de janeiro, no Chile, contra o Universidad Concepcion.

Foto: André Durão