Eliminação causa demissões no Flamengo
  Eduardo Costa     |       30 mar 2018

Eliminação causa demissões no Flamengo

O Flamengo foi eliminado do Campeonato Carioca para o Botafogo, em derrota por 1 a 0, e isso causou demissões. Seis profissionais deixaram o clube.

O técnico Paulo César Carpegiani, o diretor executivo Rodrigo Caetano, o gerente de futebol Mozer, os auxiliares Jayme de Almeida e Rodrigo Carpegiani e o preparador físico Marcelo Martorelli foram demitidos.

Após o jogo contra o Botafogo, na última quarta-feira, o vice-presidente de Futebol, Ricardo Lomba, afirmou que mudanças no departamento iriam acontecer e definiu a eliminação como ''vergonha'' pela atuação do time. Essas declarações fortes mostraram o que estaria poderia acontecer.

Desde 2013, quando a gestão de Eduardo Bandeira de Mello assumiu a presidência do Flamengo, o clube já teve 12 treinadores. Oito foram demitidos. Rueda acertou com a seleção do Chile. Jayme foi interino e voltou ao posto. Muricy desistiu da carreira devido a saúde e Mano Menezes pagou multa, pois estava desgastado com elenco.

Agora, a diretoria busca a contratação do substituto. Cuca e Felipão são os nomes especulados para assumir o cargo de treinador.

Cuca tem um contrato para ser comentarista na Copa da Rússia 2018. Já Felipão está sem clube após passagem vitoriosa na China.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo