Barça e Real agitam o Espanhol com o 'Superclássico'

  Pedro Ferrari     |       05 mai 2018

Na teoria, o clássico entre Barcelona e Real Madrid agendado para este domingo, 6 de maio, pode ser considerado um amistoso de luxo. Afinal, o confronto no Camp Nou, na Catalunha, serve apenas para cumprir a programação do Campeonato Espanhol. O Barça já assegurou o título da temporada e os merengues estão muito mais preocupados com a decisão da Liga dos Campeões da Europa.

BARÇA QUER LEVAR A MELHOR

Não há questionamentos em relação aos méritos da conquista do Barcelona. A equipe acumulou 86 pontos em 34 partidas. Foram 26 vitórias e oito empates. Apresenta ainda o melhor ataque do torneio, com 87 gols assinalados, e a segunda defesa menos vazada, com 18 tentos. O Barça também garantiu a ‘dobradinha’ nacional ao levar a taça da Copa do Rei goleando o Sevilla, por 5 a 0, na decisão. Assim, como os europeus costumam dizer, falta apenas colocar a cereja no topo do bolo. O técnico Ernesto Valverde, que está em sua primeira temporada no clube, tem todas as ferramentas disponíveis para conservar a invencibilidade neste domingo.

REAL COM OLHOS VOLTADOS PRA LIGA

O Real não teve esse privilégio. Teve uma disputada partida contra o Bayern de Munique e garantiu sua participação pela terceira vez consecutiva na decisão da Liga dos Campeões da Europa. Vencedor das últimas duas edições do torneio e maior colecionador de taças da UCL, com 12 conquistas, o Real Madrid poderia evitar um desgaste maior de seus principais atletas graças à sua posição relativamente confortável no Campeonato Espanhol. Porém, essa hipótese acaba sendo descartada quando a agenda estabelece “El Clasico” como próximo compromisso. Dessa maneira, o técnico Zinedine Zidane também vai escalar o melhor time que tem à disposição. O Real não terá Isco e nem Carvajal, entregues ao departamento médico.

PALPITE CERTEIRO

O Superclássico é um dos confrontos mais esperados do ano pelos amantes do futebol. Barcelona e Real Madrid são as duas grandes potências que dominaram o cenário do esporte mundial nos últimos anos e sendo assim, fica praticamente IMPOSSÍVEL apontar um favorito. Talvez, o fato do Real ter a Liga dos Campeões na cabeça, pese levemente em favor ao Barcelona.

Foto: goal.com