Talisca pode ser o novo reforço do Man. United
  João Moreira     |       14 mar 2018

Talisca pode ser o novo reforço do Man. United

O meia-atacante Anderson Talisca, destaque do Besiktas e recém-convocado para a Seleção Brasileira, deve ser a próxima aquisição do Manchester United, segundo a imprensa portuguesa. O Benfica, que tem os direitos do jogador, já teria chegado a um acordo verbal com o clube inglês. Especula-se que o United desembolsaria 40 milhões de euros (R$161 milhões) para ter Talisca a partir da próxima temporada.

O único empecilho para a transferência do brasileiro para a Inglaterra seria se o Besiktas, atual time de Talisca, ativasse a cláusula de prioridade na compra do jogador. Para exercer esse direito, o clube turco teria que abrir o bolso e pagar 21 milhões de euros (R$84,7 milhões). As diretorias do Benfica e do Manchester, além do empresário do meia, não acreditam que os turcos tenham o valor para contratar Talisca em definitivo, mas aguardam com cautela a decisão.

TEMPORADA 2017/18

A atual temporada é uma das melhores da carreira de Talisca. Em 36 partidas, o baiano balançou a rede 16 vezes e ainda deu 4 passes para gols. Um número curioso é que nos últimos 12 jogos do clube ele marcou 9 vezes. Além disso, é o artilheiro do time na Liga dos Campeões com 4 gols. O desempenho motivou o técnico Tite a convocá-lo para a Seleção e a ter o jogador como possível convocado para a Copa do Mundo.

MOTIVO DE BRIGA

Talisca é um pedido do técnico José Mourinho que até já se envolveu num bate-boca via imprensa por causa do jogador. Em 2014, quando treinava o Chelsea, o Special One disse que Talisca só foi parar Benfica porque o brasileiro não tinha conseguido licença de trabalho para atuar no futebol inglês. O técnico Encarnado à época, Jorge Jesus, ficou bravo com a declaração do compatriota e respondeu que se o Benfica o contratou antes de todo mundo é porque o time é competente no que faz e ainda falou que os europeus conheciam Talisca tanto como ele conhecia D’Artagnan. Mourinho não poderia ficar sem a última resposta e colocou ponto final na discussão. Disse que lamenta que um companheiro de profissão tenha duvidado das palavras dele, mas ressaltou em tom irônico que fica feliz em saber que Jorge Jesus tem tempo para acompanhar a literatura.

Foto: Twitter/Anderson Talisca