Justiça condena Corinthians a devolver R$ 400 milhões à Caixa
  Eduardo Costa     |       16 fev 2018

Justiça condena Corinthians a devolver R$ 400 milhões à Caixa

O Corinthians foi condenado, pela Justiça Federal do Rio Grande do Sul, a devolver R$ 400 milhões à Caixa Econômica Federal. Além do cluibe, a Odebrecht, a Arena Itaquera e o ex-presidente da Caixa Jorge Fontes Hereda, também foram condenados.

A juíza federal Maria Isabel Pezzi Klein determinou, em primeira instância (ou seja, cabe recurso), o ressarcimento do valor à Caixa. Ele entende que houve uma série de irregularidades no processo de concessão do empréstimo.

Segundo a juíza, o valor elevado do financiamento, a ausência de garantias, a falta de licitação para contratação da Odebrecht e também o dinheiro ter sido destinado a uma empresa privada criada para a construção do estádio com capital social no valor de R$ 1 mil.

"Um repasse milionário de dinheiro público, captado por uma empresa privada, especialmente criada para este fim e com capital social no valor de R$ 1 mil, embasado em garantias incertas e que beneficiou, além de um time de futebol, uma construtora contratada sem licitação. Assim pode ser resumido, conforme sentença proferida pela 3ª Vara Federal de Porto Alegre, o negócio realizado entre a Caixa e a SPE Arena Itaquera S/A que possibilitou o empréstimo de R$ 400 milhões do BNDES para a construção da Arena Itaquera, estádio do Corinthians", explicou a juíza.

Foto: Divulgação/Corinthians