Chelsea enfrenta o Leicester para recuperar a moral
  Pedro Ferrari     |       16 mar 2018

Chelsea enfrenta o Leicester para recuperar a moral

Um abatido Chelsea é o rival do Leicester neste domingo, 18 de março, na partida que encerra as quartas de final da Copa da Inglaterra edição 2017/2018. No Power Stadium, em Leicester, o confronto tem início agendado para 13h30. O regulamento da FA Cup estabelece uma mudança a partir dessa fase. Até então, em caso de empate nos confrontos era realizado o ‘replay’, um segundo jogo com mando de campo invertido. Isso já não mais existe. Assim, a definição acontecerá em partida única, mesmo que seja necessário usar o recurso da prorrogação e da decisão por pênaltis.

LEICESTER CHEGA EM BOA FASE

O Leiscester atingiu no sábado, 10 de março, uma sequência de quatro partidas invictas (duas vitórias e dois empates) ao golear, fora de casa, o West Bromwich, pelo Campeonato Inglês. Com isso, chegou a 40 pontos, mantendo a oitava colocação no torneio. Ainda tem chances de alcançar uma vaga em competições europeias através da Premier League, mas essa possibilidade não é das maiores. O Arsenal, que fecha o bloco de classificados para a Liga Europa na sexta posição, tem oito pontos a mais. Assim, a FA Cup passa a ser a prioridade do time na reta final. Para encarar o Chelsea, o técnico francês Claude Puel teve a semana livre para treinamentos e contou com praticamente todos os seus atletas. A única ausência foi do meia Daniel Amartey. O ganês, contudo, não é titular da equipe, o que minimiza a perda em caso de que ele seja vetado para o confronto deste domingo.

CHELSEA QUER SUPERAR DERROTA

Ao Chelsea, não faltam jogadores. A preocupação é em relação à falta de ânimo para os atletas. Na quarta-feira, 14 de março, eles foram ‘atropelados’ pelo Barcelona na partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões. Depois do empate em casa por 1 a 1, levaram 3 a 0 na Catalunha e foram eliminados da competição. Ao final do jogo, na entrevista coletiva obrigatória para os treinadores, o italiano Antonio Conte não escondeu seu desânimo. Afinal, o clube sofreu a terceira derrota nas quatro últimas partidas. Sequer existe a confirmação de que Conte seguirá no comando dos blues. De acordo com o noticiário da imprensa inglesa, ele não tem bom relacionamento com os atletas. Um dos maiores pedidos do treinador foi um atacante. Depois que ele decidiu dispensar Diego Costa, que foi artilheiro do clube na temporada anterior, quando o título da Premier League foi conquistado, o Chelsea adquiriu dois. Mas Conte foi incapaz de estabelecer um sistema tático que pudesse aproveitar Alvaro Morata e Olivier Giroud. Assim, no jogo que era considerado o mais importante do ano, o técnico deixou Morata, a contratação mais cara do ano, no banco de reservas.

PALPITE CERTEIRO

Apesar de estar numa draga terrível, a chance do Chelsea ser derrotado pelo Leicester é bem improvável. O BET90 acredita numa vitória com poucos gols dos blues londrinos!

Foto: Getty Images