Argentina anuncia os 23 convocados para a Copa
  João Moreira     |       21 mai 2018

Argentina anuncia os 23 convocados para a Copa

Jorge Sampaoli soltou nesta segunda-feira a tão aguarda lista dos 23 argentinos selecionados para defender a albiceleste no Mundial da Rússia. Ao contrário do que muita gente apostava, o treinador hermano acabou deixando de fora alguns nomes reverenciados pela torcida argentina como o da revelação Lautaro Martínez, do craque-problema Centurión e do artilheiro Mauro Icardi. Em contrapartida, Sampaoli agradou a muitos ao convocar o goleiro do River Plate, Franco Armani.

A lista de convocados, que poderia ter até 7 atletas que atuam na Argentina de acordo com a pré-lista divulgada anteriormente, contém 3 jogadores que atuam por clubes argentinos. Além de Armani, Maximiliano Meza (Independiente) e Cristián Pavón (Boca Juniors) também foram chamados por Sampaoli.

Os argentinos estreiam na Copa do Mundo no dia 16 de junho diante da Islândia, em partida válida pelo grupo D. Posteriormente, ainda encara Croácia e Nigéria pela fase de classificação. Antes de debutar em solo russo, a Argentina realizará um amistoso de preparação contra o Haiti e outro contra Israel.

CONVOCADOS

Goleiros: Sergio Romero (Manchester United), Caballero (Chelsea) e Franco Armani (River Plate);

Defensores: Gabriel Mercado (Sevilla) - Nicolás Otamendi (Manchester City) - Federico Fazio (Roma) - Javier Mascherano (Heibei Fortune) - Marcos Rojo (Manchester United) - Marcos Acuña (Sporting) - Nicolás Tagliafico (Ajax) e Cristian Ansaldi (Torino);

Meias: Eduardo Salvio (Benfica) - Lucas Biglia (Milan) - Éver Banega (Sevilla) - Giovani Lo Celso (PSG) - Manuel Lanzini (West Ham) - Cristian Pavón (Boca Juniors) - Maximiliano Meza (Independiente) e Ángel Di María (PSG);

Atacantes: Lionel Messi (Barcelona) - Paulo Dybala (Juventus) - Sergio Agüero (Manchester City) e Gonzalo Higuaín (Juventus);

ABRE ASPAS

Jorge Sampaoli - treinador
“Sou agradecido a todos os jogadores que acompanharam este processo. Há muitos fatores que fizeram que a eleição final seja bastante dura. Os que estão na lista são os que estão mais perto da ideia que estamos trabalhando. Elegemos os 23 depois de uma longa análise. Hoje o candidato para mim é a Argentina porque estou convencido de que estes jogadores têm um monte de atitudes que me fazem pensar desse modo.”.

Foto: Twitter/@Argentina