João Moreira     |       30 mai 2018

Messi faz 3 e Argentina se despede da torcida com vitória

Tudo bem que o adversário não era dos mais fortes. Mas ainda assim a Argentina entrou concentrada em se despedir em alto nível de sua torcida na Bombonera lotada. Por isso, Messi e companhia golearam o Haiti na noite desta terça-feira por 4 a 0. O camisa 10 marcou três vezes e deu mais uma mostra de que chega à Copa do Mundo disposto a conquistar o tricampeonato para os hermanos. Este foi o primeiro amistoso da Argentina visando o Mundial. No próximo dia 8, a seleção encara Israel no último teste antes de estrear na Copa. Os argentinos estão no grupo D ao lado de Islândia (16/6), Croácia (21/6) e Nigéria (26/6).

O JOGO

É de conhecimento de todos que para haver uma partida de futebol é necessário que duas equipes estejam em campo para a realização da mesma. Porém, apesar de termos tido um jogo de futebol na Bombonera, o que se viu foi apenas uma equipe atuando. Amplamente superior, a Argentina fez o que quis com a frágil seleção do Haiti. E só não fez mais por pura gentileza. O primeiro gol saiu aos 16 minutos com Lionel Messi cobrando pênalti sofrido por Lo Celso. Até o fim da primeira etapa, os hermanos criaram boas chances de ampliar, mas falharam na conclusão. Aliás, a finalização é um dos pontos que o time de Sampaoli tem que melhorar para o Mundial. No segundo tempo, a Argentina voltou fazendo questão de dar mais alegrias aos torcedores que lotaram o estádio do Boca Juniors. Depois de 5 minutos sem deixar o Haiti tocar na bola, Lo Celso cabeceou, o goleiro deu rebote e Messi colocou o 2 a 0 no placar. Estava fácil demais. Tanto que Pavón enfileirou a zaga pela esquerda e cruzou para o camisa 10 fazer o terceiro dele e o terceiro da seleção. Logo depois foi a vez do craque argentino fazer a jogada para Agüero, que havia entrado no lugar de um contestado Higuaín, marcar o quarto e fechar o placar. A partida serviu para fazer a seleção embarcar para a Rússia em paz com a torcida e também para mostrar que se contra o Haiti, Messi já leva a sério, imagine só na Copa do Mundo.

ESTATÍSTICAS

Posse de Bola - (ARG) 72% / 28% (HAI)
Chutes a gol - (ARG) 13 / 0 (HAI)
Chutes no gol - (ARG) 6 / 0 (HAI)
Escanteios - (ARG) 7 / 1 (HAI)
Impedimentos - (ARG) 2 / 2 (HAI)
Faltas - (ARG) 8 / 12 (HAI)

ESCALAÇÕES

Argentina: Caballero (Armani); Fazio (Rojo), Otamendi, Tagliafico (Acuña); Mascherano, Lanzini (Meza), Lo Celso (Banega); Di María (Pavón), Messi e Higuaín (Agüero).
Técnico: Jorge Sampaoli

Haiti: Placide; Jérome, Ade, Arcus (Vernet), Alex Júnior; Cantave (Sprangers), Alceus (Chevreuil), Herivaux (Labissiere), Sanon (Etienne); Vorbe (Sabat) e Nazon.
Técnico: Marc Collat

Gols: ARG - Messi (16’ 1T, 12’ 2T e 20’ 2T) e Aguero (23’ 2T)

Foto: Twitter/@Argentina