FIFA confirma uso do árbitro de vídeo na Copa
  João Moreira     |       16 mar 2018

FIFA confirma uso do árbitro de vídeo na Copa

A entidade máxima do futebol mundial anunciou hoje em Bogotá, na Colômbia, que o árbitro de vídeo será utilizado na Copa do Mundo da Rússia, disputada em junho e julho deste ano. A International Board, órgão responsável por discutir e estabelecer as regras do futebol, já havia aprovado no começo do mês o uso desta tecnologia, mas faltava a decisão da FIFA em utilizar o VAR (Video Assistant Referee, em inglês) no Mundial da Rússia.

EM QUAIS CIRCUNSTÂNCIAS SERÁ UTILIZADO?

O árbitro assistente só poderá interferir em quatro ocasiões numa partida:

1. Situações de gol
2. Marcação de pênaltis
3. Cartões vermelhos
4. Identificação de jogadores

TESTES

A FIFA começou os testes de utilização do VAR em setembro de 2016. De lá pra cá, a tecnologia esteve presente em 804 partidas de mais de 20 torneios. Um relatório da International Board detalhou o estudo em cima do uso:

- 56,9% das revisões foram para lances de gol ou pênalti;
- Média de revisões por jogo menor que 5;
- O tempo de checagem de um lance durou em média 20 segundos;
- 68,8% das partidas não utilizaram a revisão;
- Média de um erro claro a cada três partidas;
- Índice de acerto em lances revisados: 98,9%.
- Influência decisiva no resultado em 8% dos jogos;
- Média de tempo perdido na revisão é menor que 1% do tempo total do jogo;
- 1 em cada 20 erros considerados claros não foi corrigido.

ABRE ASPAS

Gianni Infantino - presidente da FIFA
“Vamos ter a primeira Copa do Mundo de 2018 com o árbitro de vídeo. Estamos muito contentes com essa decisão. É uma decisão muito importante, histórica. Sem o VAR, o árbitro comete um erro grave a cada três jogos. Com o VAR, comete um erro importante a cada 19 jogos. Isso é um fato. Fala-se também do que tempo que se perde. Talvez se fale de maneira muito emocional. Uma análise clara: se perde 1 minuto por jogo para corrigir uma decisão claramente errada. Com os laterais, hoje, em cada partida, se perde 7 minutos. E um lateral não decide nada. Uma decisão do VAR muda um jogo”

Foto: FIFA.com