João Moreira     |       28 mar 2018

Primeiro rival do Brasil na Copa, Suíça massacra o Panamá

A Suíça mostrou nesta terça-feira que não vai à Copa para brincar. Os suíços atropelaram o Panamá em Lucerna: 6 a 0 e uma atuação irretocável. Depois de derrotar a Grécia na última sexta-feira, o conjunto suíço conseguiu a segunda vitória na Data FIFA e vai embalada pra reta final de preparação pra Copa.

PRIMEIRO TEMPO

O Panamá entrou em campo com um objetivo: não tomar gol e, caso tomasse, que fosse o mais tarde possível. Porém, esqueceram de avisar aos jogadores da Suíça. Os europeus não se importaram com o ferrolho de 5 homens na linha defensiva panamenha e partiram pra cima desde o início. Com 3 minutos, Embolo saiu na cara do gol, mas o goleiro Penedo salvou. A Suíça pressionava e se aproximava muito do gol adversário, mas falhava no último passe. Aos 21, os suíços capricharam na assistência e Dzemaili saiu na cara de Penedo e tocou no cantinho pra fazer o primeiro da goleada que estaria por vir. O Panamá chegou a tentar um troco minutos depois, mas o chute de Ávila foi no centro do gol e facilitou a defesa de Burki. Antes dos 30 minutos, o Panamá viu sua tática de não sofrer gols ruir mais uma vez. Torres derrubou Dzemaili na área e o árbitro apontou a marca da cal. Xhaka foi pra cobrança e fez 2 a 0. Mal os panamenhos se recuperavam de mais um golpe e Embolo invadiu a área, tocou por cima do goleiro e colocou o 3 no placar. Estava fácil demais. A defesa do Panamá oferecia muitos espaços e o ataque suíço - sabiamente - aproveitava. Antes do fim do primeiro tempo, Zuber transformou a vitória parcial em goleada com um chute cruzado de canhota. No último minuto do primeiro tempo, Gómez quase descontou pro Panamá em mais um chute de fora da área, mas o goleiro Burki fez linda defesa.

SEGUNDO TEMPO

A partida recomeçou e a Suíça voltou com o mesmo gás. Com apenas 3 minutos, Drmic recebeu na grande área, cortou o inocente zagueiro panamenho e bateu pra fazer 5 a 0. A partir daí, a partida virou um duelo de ataque contra defesa. Os zagueiros do Panamá pareciam um sparring do ataque suíço. A equipe europeia tentava gols de tudo quanto é forma: chute do meio-campo, bola aérea e uma bomba de Seferovic que estremeceu a trave. Aos 22 minutos, Frei deu o golpe derradeiro ao concluir uma bela trama do ataque suíço e dar números finais ao jogo: 6 a 0.

IMPRESSÕES

Tudo bem que o adversário era fraco, mas a Suíça fez o que se deve fazer quando enfrenta um adversário bem inferior. Pressionou e massacrou do início ao fim e transformou uma partida que já era fácil em ridiculamente fácil. Não é possível analisar muita coisa devido à falta de combatividade e resistência do Panamá, mas o que dá para ter certeza é que esse time da Suíça é sério e pode causar problemas para o Brasil no Grupo E. Já o Panamá, bom, só resta desejar que aproveite e se divirta em sua primeira Copa do Mundo.

FICHA DO JOGO

Suíça: Burki; Lang (Lichsteiner), Djourou, Elvedi, Moubandje; Fernandes (Frei), Xhaka (Schar), Embolo (Frevler), Zuber, Dzemaili (Drmic); Gavranovic (Seferovic).

Panamá: Penedo; Machado, Torres, Cummings; Murillo (Quintero), Gómez, Godoy, Valle, Avila (Cooper), Camargo (Bárcenas); Torres (Nurse).

Gols: Dzemaili (SUI - 21’ 1T), Xhaka (SUI - 30’ 1T), Embolo (SUI - 32’ 1T), Zuber (SUI - 38’ 1T), Drmic (SUI - 3’ 2T), Frei (SUI - 22’ 2T)

Foto: Twitter/@SFV_ASF