Grêmio goleia o Cerro e é o líder do Grupo 1
  João Moreira     |       01 mai 2018

Grêmio goleia o Cerro e é o líder do Grupo 1

O duelo entre gaúchos e paraguaios na noite de feriado neste 1º de maio colocou frente a frente as duas melhores equipes do grupo 1 e também proporcionou a batalha pela primeira posição na chave. Com os titulares descansados e focados no jogo copeiro, já que Renato Portaluppi optou por poupá-los no fim de semana pelo Brasileirão, o Grêmio foi com 100% de sua força a fim de mostrar que está disposto a levantar a taça pelo segundo ano consecutivo. Do outro lado, o Cerro foi a Porto Alegre com uma proposta: segurar o empate e levar a ponta do grupo para Assunção.

PRIMEIRO TEMPO

Apesar de jogar com a igualdade em mãos, o time paraguaio foi o primeiro a esboçar um lance perigoso na partida quando Rodrigo Rojas bateu uma falta venenosa e exigiu o esforço de Grohe para evitar o gol logo aos 3 minutos de peleja.

Esse lance e os primeiros 25 minutos do Grêmio davam a entender que a partida seria nervosa, muito disputada e difícil. Não por causa do nível do adversário, mas sim pelos erros e desconcentração do time gremista.

Quando o Tricolor se propôs a pensar a partida e jogar o que sabe, deu resultado. Jael fez o pivô e serviu Everton na esquerda. O Cebolinha bateu firme e abriu o placar aos 28 de jogo.

Mal a Arena ainda vibrava de alegria pelo gol do camisa 11, Cortez foi à linha de fundo e cruzou na medida para Ramiro, livre, cabecear no contrapé do goleiro Silva. 2 a 0 Grêmio e jogo controlado.

Em dois ataque fatais, os gremistas liquidaram a partida e administraram o placar até o fim do primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO

Mesmo com a boa vantagem, Renato deve ter dado uma prensa nos seus jogadores exigindo mais da equipe. Digo isso porque o Grêmio voltou pra segunda etapa com energia e disposição impressionantes.

Logo aos 4 minutos, escanteio pra área, Geromel desviou no primeiro pau e Jael completou de carrinho pro gol.

À vontade, empurrado pela torcida, entrosado e gostando do jogo, o Grêmio fez o que quis com o Cerro. Colocou o adversário na roda com troca de passes e movimentações incessantes. As chances – que não foram poucas – surgiam naturalmente, mas eram desperdiçadas na mesma proporção.

Isso só até Luan dar um passe magistral para Everton entre os zagueiros paraguaios. O Cebolinha saiu na cara do gol e tocou colocado para transformar a vitória em goleada.

Ainda deu tempo de Cícero fazer de cabeça o quinto gol gremista. Goleada e festa completa com direito a gritos de “olé” dos mais de 42 mil torcedores que lotaram a Arena nesta noite.

IMPRESSÕES

Como dá gosto ver esse time do Grêmio jogar. Coletivamente, individualmente, tecnicamente, fisicamente e até psicologicamente, o Imortal joga o melhor futebol praticado nas Américas atualmente.

Renato Portaluppi exige e obtém o máximo de seus comandados dentro de campo. A intensidade da equipe é praticamente constante durante os 90 minutos e o que se vê é um domínio territorial e de controle da bola por parte dos atletas gremistas sobre os rivais.

Apenas uma tragédia pode fazer com que essa equipe não chegue pelo menos até às semifinais da Libertadores.

Vale destacar o ótimo momento do garoto Everton (3 gols na Libertadores) e o recorde de Marcelo Grohe, que completou 880 minutos sem sofrer gols.

Foto: André Ávila/Agencia RBS