João Moreira     |       07 fev 2018

Guaraní, Banfield e Wanderers avançam na Libertadores

A Libertadores conheceu, na noite desta terça-feira, os primeiros classificados para a 3ª eliminatória da fase popularmente conhecida como Pré-Libertadores. Guaraní (PAR), Banfield (ARG) e Santiago Wanderers eliminaram seus adversários e seguem com a esperança de integrar a fase de grupos do torneio.

GUARANÍ (PAR) 6x0 CARABOBO (VEN) - AGREGADO: 6x1

Só não falo que o time paraguaio tinha a missão mais fácil da noite porque o time comandado pelo ex-goleiro Saja - ex-Grêmio - perdeu o jogo de ida por 1 a 0. Mas estava na cara que o Guaraní iria reverter a situação jogando no Defensores Del Chaco. Além de ser um time muito superior ao adversário venezuelano, o Guaraní percebeu as inúmeras falhas defensivas que o rival ofereceu no jogo na Venezuela, ainda que não tenha aproveitado no primeiro encontro. Logo aos 3 minutos de partida saiu o primeiro gol do Guaraní com Jorge Morel. Ao fim do primeiro tempo, os 11 paraguaios já faziam a lição de casa e iam garantindo a classificação com um 2 a 0. Mas para evitar a chance da zebra pastar pelo gramado em Assunção, o Guaraní voltou do intervalo cheio de gás e enfiou mais quatro no pobre Carabobo. O Guaraní enfrenta na próxima fase o vencedor do duelo entre Olimpia (PAR) e Junior Barranquilla (COL). Essa chave define quem irá cair no grupo do Palmeiras.

INDEPENDIENTE DEL VALLE (EQU) 2x2 BANFIELD (ARG) - AGREGADO: 3x3

Esse talvez fosse o duelo mais nivelado - por cima - da noite. O Del Valle arrancou um bom empate por 1 a 1 na Argentina e contava com a altitude de Quito e a habilidade combinada com velocidade de seus jogadores para carimbar a vaga na próxima fase. Já o Banfield apostava na famosa garra argentina e em seus diversos jogadores experientes. E foi graças a um desses atletas rodados que o Taladro abriu o placar. Jesus Dátolo (ex-Galo e Inter) fez de falta o primeiro gol dos hermanos. Mal deu tempo de comemorar e Barreiro tratou de empatar para os donos da casa. Com esse resultado, o jogo iria para pênaltis. E é claro que a nossa torcida era essa, afinal uma disputa de pênaltis é sempre boa quando o nosso time não está envolvido. Só que no segundo tempo, o atacante Billy Arce colocou o time do Vale em vantagem e acabou com a chance das cobranças de penalidades. Daí pra frente o que se viu foi um festival de gols perdidos dos equatorianos diante de um Banfield esgotado fisicamente pelos 2.850m de altitude quitenhos. Porém, existe aquele ditado, né? “Quem não faz, toma!”. Aos 46 do segundo tempo, escanteio para o time argentino, o goleiro Piedra afastou a bola com mãos de areia e ela sobrou para Mauricio Sperduti estufar a rede e garantir a classificação do Banfield graças ao gol qualificado. Na próxima fase, a equipe argentina enfrenta quem passar do confronto entre Nacional (URU) e Chapecoense. Quem avançar na chave cai no grupo do Santos.

MELGAR (PER) 0x1 SANTIAGO WANDERERS (CHI) - AGREGADO: 1x2

Peruanos e chilenos fizeram o outro confronto nivelado da noite. Só que esse foi num nível mais fraquinho. Apesar de estar na segunda divisão chilena, o Wanderers não deve nada ao Melgar, que está na primeira divisão peruana. Depois do empate com gols em Valparaíso, a expectativa para o duelo em Arequipa era de um jogo muito semelhante ao primeiro. E foi isso o que aconteceu. Jogo fraco tecnicamente e com poucos gols. Só que dessa vez apenas um time marcou, e foi o Wanderers. No finalzinho do primeiro tempo, Medel ajeitou na entrada da área e soltou uma bomba endereçada ao ângulo do gol peruano. Golaço. No segundo tempo, o que se viu foi um Melgar desesperado, mas sem qualidade para se organizar. Do outro lado, uma equipe chilena sentada no resultado. Não deu outra: Santiago Wanderers classificado e agora espera o confronto entre Santa Fe (COL) e Dep. Táchira (VEN) para conhecer o próximo adversário. Quem passar nessa chave cai no grupo do Flamengo.

Fotos: Gazeta Esportiva/Terra/GloboEsporte