João Moreira     |       21 fev 2018

Santa Fe se classifica e cai no grupo do Flamengo

O Santa Fe só confirmou o que já era esperado. Venceu o Santiago Wanderers no El Campín na noite desta terça-feira por 3 a 0 e garantiu uma vaga na fase de grupos da Copa Libertadores. A equipe colombiana caiu no grupo 4 ao lado de River Plate (ARG), Emelec e Flamengo. É a 12ª participação do Expresso Rojo na fase de grupos da competição.

O JOGO

Mal começou a partida em Bogotá e já dava pra sentir qual seria a tônica do duelo. Um Santa Fe empolgado por jogar em casa e disposto a liquidar a fatura o quanto antes e, do outro lado, um Santiago Wanderers limitadíssimo e a espera de um milagre. Não demorou muito para o carrasco Morelo, autor dos dois gols da vitória dos colombianos no jogo ida, aparecer. Antes dos 20 minutos de bola rolando, o atacante deu seu primeiro golpe na defesa rival ao aproveitar a bobeira da zaga, driblar o goleiro e tocar pro fundo do gol. O que já era difícil ficou impossível pro Wanderers. Daí em diante foi um festival de ataques desperdiçados pelos donos da casa, que aproveitavam a fragilidade e lentidão do adversário andino. Na volta para a segunda etapa, o que se viu foi o Santa Fe diminuindo o ritmo, uma vez que a classificação já estava praticamente garantida. O Wanderers até tentou fazer uma graça aqui, outra ali, mas nada que assustasse. Quando tudo indicava que o jogo se arrastaria nessa água com açúcar, ele, de novo ele, Modelo resolveu incendiar a partida. O artilheiro da Libertadores aproveitou cruzamento e aumentou a vantagem. 6º gol do colombiano na competição. E antes do árbitro peruano Victor Carrillo decretar o fim da peleja, ainda deu tempo do zagueirão Tesillo esbanjar categoria para fechar o 3 a 0.

PREOCUPAÇÃO À VISTA

Tenho certeza que os torcedores de River, Emelec e Flamengo estavam na frente da televisão secando o Santa Fe. Caso o time colombiano fosse eliminado, os três teriam a baba chamada Santiago Wanderers no grupo 4. Mas como isso não aconteceu, é melhor se prepararem porque vem pedreira por aí. O Santa Fe é uma equipe que abusa da velocidade de seus jogadores pelas pontas do campo. Pajoy pela esquerda e Plata pela direita infernizam os laterais adversários com uma correria de dar inveja a Usain Bolt. Os dois são os responsáveis por municiarem o artilheiro-matador Morelo. Apelidado de Demônio Negro (os 6 gols na Libertadores ajudam a entender o apelido), o atacante de 30 anos vai para a segunda temporada no time de Bogotá e é forte candidato a ser o artilheiro da Libertadores nesse ano. Vale ressaltar que o Santa Fe encarou uma equipe bem frágil nesta fase da Libertadores e que mal ofereceu riscos aos colombianos. Portanto, é provável que diante de um adversário mais qualificado o time apresente deficiências.

Foto: Conmebol