João Moreira     |       21 fev 2018

São Paulo é eliminado na Libertadores sub-20

O sonho do São Paulo de conquistar o bicampeonato da Copa Libertadores sub-20 foi interrompido nesta quarta-feira pelo Nacional (URU). O time uruguaio venceu o Tricolor por 3 a 0 e garantiu uma vaga na grande final, que será disputada no próximo sábado e que terá o Independiente del Valle (EQU) como rival. Já o São Paulo vai disputar o terceiro lugar da competição contra o River Plate (URU), também no sábado.

O JOGO

O histórico estádio Centenário recebeu na tarde desta quarta-feira duas equipes com modelos de jogo bem distintos. Enquanto o Nacional tem um modelo de atuar baseado na compactação, força física e bolas esticadas para o ataque, o São Paulo opta por um estilo sustentado na posse de bola, troca de passes e triangulações. Apesar de comandar as ações da partida, o conjunto brasileiro não conseguia transformar o controle da bola em chances de gol. O gramado irregular da cancha uruguaia parecia atrapalhar um pouco o desenvolvimento de algumas jogadas do meio-campo são-paulino. Outra coisa que impedia o São Paulo de chegar com qualidade era o sistema defensivo do Bolso, que impediu bem as investidas pelas pontas dos habilidosos Toró e Helinho. O falso domínio brasileiro na partida foi surpreendido um pouco antes do fim do primeiro tempo. Escanteio no segundo pau e o lateral Laborda subiu sozinho para abrir o placar para os donos da casa. Aliás, a marcação da bola aérea é uma das poucas deficiências dessa equipe comandada por André Jardine. O time do Morumbi levou a desvantagem pro intervalo e voltou disposto a mudar o placar. O treinador tirou um dos atacantes e colocou um meia a fim de ganhar o meio-campo. A alteração deu certo pelo menos no número de chances criadas. O São Paulo chegou duas vezes com muito perigo, mas Igor Gomes e Toró desperdiçaram suas oportunidades. Só que em jogo contra time uruguaio não dá pra falhar. Logo após as duas oportunidades de gol perdidas, a zaga são-paulina foi mais uma vez surpreendida pelo alto. Dessa vez foi o atacante May que marcou para o Nacional. Daí pra frente o São Paulo se lançou ao ataque, porém esqueceu de se organizar e de ser efetivo. Aproveitando-se do desespero do rival, os uruguaios deram o golpe fatal no finzinho do jogo num rápido contra-ataque que terminou nos pés de Barrios, para decretar o 3 a 0 no placar.

O QUE DÁ PARA APROVEITAR?

Há de se relevar esta eliminação do São Paulo. O elenco vem de uma temporada muito desgastante e que foi marcada por muitos títulos e finais de campeonato. A geração sub-20 do São Paulo é muito boa e deve render bons frutos para o elenco profissional e também para os cofres do clube. Três jogadores chamam a atenção neste time: o lateral-esquerdo/meia Liziero, o camisa dez Igor Gomes e o atacante Toró. O primeiro tem uma ótima técnica e visão de jogo, além de bater muito bem na bola. A versatilidade em atuar no lado esquerdo do campo, seja mais atrás, seja mais a frente, credencia o Liziero a ter um papel de destaque no futuro. Já Igor Gomes é um meia de grande visão de jogo, ótima mobilidade e que chega muito bem à frente. O estilo de jogo lembra o do Kaká quando o mesmo começou no São Paulo. Por último, o Toró é um atacante muito habilidoso e veloz. Apesar de gostar de cair pela ponta para trabalhar as jogadas, o jogador tem um excelente poder de finalização.

Foto: Conmebol