Liverpool e Roma em busca da decisão da Champions

  Pedro Ferrari     |       23 abr 2018

Liverpool e Roma abrem nesta terça-feira a fase de semifinais da Liga dos Campeões da Europa. No estádio de Anfield Road, em Liverpool, o confronto tem início previsto para 15h45. A segunda partida será realizada em 2 de maio no estádio Olímpico, na capital italiana.

LIVERPOOL QUER O CANECO

Pensando no confronto desta terça, o Liverpool não colocou em campo seu melhor time para encarar o West Bromwich, pelo Campeonato Inglês. Foi apenas o suficiente para manter uma série invicta de sete partidas e a terceira colocação na Premier League. Com 71 pontos, os vermelhos têm três pontos a mais que o Tottenham, quarto colocado. No entanto, a grande obsessão do time é mesmo o título da Liga dos Campeões. Para chegar lá, o técnico Jurgen Klopp deve manter a base da equipe que eliminou o Manchester City nas quartas de final. Pode, no entanto, ganhar alguns reforços do departamento médico. Estão em tratamento de lesão e dependem de novo exame para saber se poderão atuar os defensores Joel Matip e Nathaniel Clyne, os meias Emre Can e Adam Lalana.

ROMA SEGUE AZARÃO

Ao levar 4 a 1 do Barcelona, na Espanha, na primeira partida das quartas de final e reverter a situação aplicando 3 a 0 no time da Catalunha na Itália, a Roma protagonizou a maior zebra da temporada na Liga dos Campeões. Dos semifinalistas, o time da capital italiana é o único que jamais levantou o troféu da UCL. Desde o sucesso contra o Barça, a Roma não mais perdeu. Acumulou três vitórias e um empate no período. O técnico Eusebio di Gregorio também espera por boas notícias do departamento médico. Especialmente em relação ao defensor Aleksandar Kolarov. Titular absoluto, uma lesão muscular o tirou da partida contra o Spal e agora aguarda novos exames para saber se irá pra partida.

PALPITE PARA O DUELO

Azarão ou não, a Roma é tão poderosa quanto o Liverpool. Equipes com o mesmo patamar técnico e que buscam um título na temporada. A partida, extremamente equilibrada, deve levemente favorecer o time inglês por jogar dentro de sua casa.

Foto: Wikipedia