Renato Bernardes     |       26 fev 2018

Apesar da torcida, Bellucci deve se complicar contra Zeballos

O Brasil Open vai começar e com ele grandes jogos na agenda do lendário ginásio do Ibirapuera. Principal esperança entre os brasileiros, Thomaz Bellucci faz um duelo sul-americano contra o argentino Horacio Zeballos. O hermano é favorito, mas nunca podemos descartar um tenista da relevância de Bellucci. Vamos ver agora os pontos positivos e negativos dos dois jogadores para esta partida.

ZEBALLOS VIVE MELHOR MOMENTO

Apesar da eliminação na estreia do Rio Open para o francês Gael Monfils, o argentino tem mais água para vender contra Bellucci. Atual número 69 do ranking da ATP, o tenista de 32 anos já foi 39 do mundo em 2013 e por isso não deve ser tratado como azarão. Zeballos tem no currículo um título no circuito mundial, mas não foi qualquer um. Vitória sobre ninguém menos que Rafael Nadal e titulo do ATP do Chile, em 2013. História para contar o tenista argentino tem de sobra.

BELLUCCI LUTA CONTRA IRREGULARIDADE

Desde sua volta ao circuito, no Aberto da Austrália, em janeiro, Thomaz Bellucci tem apenas uma vitória. A pressão por bons resultados apenas aumenta e o brasileiro precisa vencer para poder sonhar com pelo menos um top 100 no ranking. Pouco para quem já figurou entre os 30 melhores tenistas do mundo. A cabeça vai ser a grande adversária, vale lembrar que as últimas 3 derrotas foram de virada, uma sina na carreira de Bellucci.

RETROSPECTO ENTRE OS DOIS

Thomaz Bellucci e Horacio Zeballos já se enfrentaram apenas uma vez no circuito e a boa memória fica por conta do brasileiro. Vitória de Bellucci por dois sets a um, em 2015, no ATP de Quito.

QUEM LEVA ESSA?

A torcida brasileira quer acreditar em Bellucci, mas o tenista não tem dado motivos para isso. A aposta tem sido a mesma e tem vingado. Derrota de Bellucci, de virada, por dois sets a um e eliminação na primeira rodada do Brasil Open.

Foto: R7.com