Renato Bernardes     |       12 fev 2018

Bellucci é favorito na estreia em Buenos Aires

Thomaz Bellucci voltou às quadras no ATP de Quito depois de cumprir suspensão por doping no final do ano passado. De fora do Aberto da Austrália, o brasileiro ainda segue em período de recuperação de ritmo e agora tem um adversário mais tranquilo pela frente, o argentino Pedro Cachín. Talvez esse seja o problema, já que Bellucci geralmente tem dificuldades em lidar com o favoritismo.

BELLUCCI NÃO FOI BEM EM QUITO

Em seu primeiro torneio após cumprir suspensão, Bellucci repetiu um roteiro comum ao longo de sua carreira. Venceu o primeiro set contra Victor Estrella Burgos, na primeira rodada, mas perdeu a intensidade e viu o dominicano levar a partida de virada. A instabilidade de Bellucci pode ser a chave para Cachín vencer em Buenos Aires, ainda mais tendo a torcida argentina a seu favor.

PRAZER, PEDRO CACHÍN

Aos 22 anos de idade, Cachín ainda tem muito caminho a percorrer no mundo do tênis. O argentino ocupa apenas a posição de número 276 no ranking da ATP. O mais perto de um grande torneio que Cachín chegou foi o qualy de Wimbledon no ano passado, ainda sem alcançar a chave principal. A efeito de comparação, Thomaz Bellucci já acumulou ao longo da carreira mais de 5 milhões de dólares, enquanto  o jovem tenista argentina alcançou recentemente a casa dos 120 mil dólares.

QUEM LEVA ESSA?

Apesar da imprevisibilidade de Thomaz Bellucci é difícil imaginar que o brasileiro vá perder essa estreia no ATP de Buenos Aires. O palpite dessa vez é a vitória de Bellucci por dois sets a zero e sem grandes sustos. Mas é sempre bom lembrar que o brasileiro gosta de pregar peças nos prognósticos do circuito do tênis.

Foto: Lance