Renato Bernardes     |       16 fev 2018

Dimitrov reencontra Goffin apos 5 jogos em 2017

O grande acontecimento no ATP de Rotterdam deste ano foi sem dúvidas a volta de Roger Federer ao topo do ranking. A chegada à semifinal garantiu a primeira posição ao suíço. Enquanto isso, do outro lado da chave, o belga David Goffin faz o grande jogo do torneio até então contra o búlgaro Grigor Dimitrov. Duelo de dois top 10 do mundo e que provavelmente devem enfrentar Federer na grande decisão, no domingo.

GOFFIN VEM DESCANSADO

Sem perder nenhum set no torneio, com duas vitórias por dois sets a zero, as duas com parciais de 6/1 e 6/3, o belga David Goffin está descansado. Nas quartas de final, Goffin teria seu maior desafio no torneio, Thomas Berdych, mas o tcheco não disputou a partida devido uma gripe. Com a vitória por W.O., Goffin chega à semifinal de Rotterdam pelo segundo ano consecutivo.

DIMITROV É SÓLIDO COMO UMA ROCHA

O búlgaro não tem dado sopa para qualquer zebra. Um jogo eficiente e que não deu qualquer chance para seus três primeiros adversários no torneio que não venceram nenhum set. O russo Andrey Rublev, de vinte anos, vive seu grande momento na carreira, mas nem assim conseguiu fazer frente. Número 5 do mundo, Dimitrov busca ainda seu primeiro título na temporada 2018 do tênis mundial.

RETROSPECTO ENTRE OS DOIS

Goffin tem 27 anos, Dimitrov tem 26, mas apesar da pouca idade os dois já se enfrentaram bastante no circuito. Retrospecto totalmente favorável ao búlgaro com cinco vitórias contra apenas uma do tenista belga. Só no ano passado foram 5 jogos com uma vitória de Goffin e 4 de Grigor Dimitrov.

QUEM LEVA ESSA?

David Goffin vive seu melhor momento na carreira, mas Grigor Dimitrov está impossível em Rotterdam. Com o saque encaixando jogo a jogo é difícil ver o búlgaro caindo. O palpite é uma vitória de Dimitrov por dois sets a um.

Foto: beIN SPORTS