Renato Bernardes     |       06 fev 2018

David Goffin encara Gilles Simon no Aberto do Sul da França

O aberto do Sul da França é um dos grandes objetivos dos tenistas locais depois da disputa do Australian Open. Só na edição deste ano foram 10 franceses na chave principal, sem contarmos o qualy. Um dos nomes é Gilles Simon, experiente tenista já em fase final de carreira e que faz um dos grandes jogos da segunda rodada, contra o belga David Goffin, cabeça de chave número um do torneio. É deste duelo que vamos falar daqui para frente, um dos mais equilibrados que teremos no torneio.

GOFFIN VIVE MELHOR MOMENTO DA CARREIRA

Aos vinte e sete anos, o tenista belga chegou ao seu auge e já ocupa a posição número 7 no ranking da ATP. Com quatro títulos conquistados no circuito, Goffin entra no torneio como o principal tenista, ao lado de Jo-Wilfred Tsonga. O belga teria caminho livre caso passe por Gilles Simon, tendo em vista uma semifinal mais complicada contra Richard Gasquet se levarmos em conta o favoritismo nos outros confrontos.

SIMON TEM A FORÇA DA TORCIDA

Aos 33 anos de idade, Gilles Simon já teve seu grande momento no mundo do tênis. Quadrifinalista em Wimbledon e no Australian Open, Simon já ocupou a 6ª posição do ranking em 2009. Com 14 títulos conquistados na carreira, o tenista francês vive agora seu momento de baixa e se encaminha para o fim das disputas em alto nível. Apesar disso, torneios em casa podem motivar esse grande tenista, atualmente no posto de número 64 do ranking.

RETROSPECTO DO CONFRONTO

Foram três duelos até aqui e a vantagem é de Gilles Simon. Foram duas vitórias, em Queen’s 2015 e também em Xangai, em 2017. Em 2016 os dois se enfrentaram e quem levou a melhor foi o tenista belga, vitória por dois sets a um no Masters 1000 de Miami.

E O FAVORITO É...

David Goffin já decepcionou este ano no Australian Open, quando caiu ainda na segunda rodada. Difícil ver o belga voltar a fraquejar em um espaço curto de tempo. Ele deve fazer valer o favoritismo e por isso o palpite é uma vitória de David Goffin por dois sets a zero.

Foto: Twitter