Renato Bernardes     |       12 mar 2018

Taro Daniel, o algoz de Novak Djokovic

O Masters 1000 de Indian Wells chega a sua terceira rodada e já tivemos algumas surpresas. A maior delas, sem dúvidas, foi a eliminação de Novak Djokovic, ex-número 1 do mundo. Voltando de lesão, Djokovic disse que se “sentiu como estivesse na primeira partida da temporada”. Aqui vamos ver se o jovem Taro Daniel, algoz de Djokovic, tem lenha para queimar nesse torneio e também qual deve ser o futuro de Nole daqui para frente. Quem perde é o Masters 1000 de Indian Wells, que viu a eliminação de um de seus grandes personagens.

A ELIMINAÇÃO

Vindo do qualy, Taro Daniel estreou contra o britânico Cameron Norrie. Vitória por dois sets a um, com parciais de 6/3, 1/6 e 6/1. Na segunda rodada veio o embate com Novak Djokovic. O sérvio fez jogo duro e perdeu o primeiro set no tiebreak. Quando todos achavam que pesaria o preparo físico no segundo set, Djokovic tomou conta da quadra e venceu por 6/4. O sacrifício teve seu preço, derrota arrebatadora na última parcial por 6/1. Resultado que pegou de surpresa a todos nas quadras de Indian Wells.

O ANO DE DJOKOVIC

Em sua primeira aparição na temporada 2018 do tênis mundial, Novak Djokovic caiu nas quartas de final do Aberto da Austrália. Derrota para outro azarão oriental, o coreano Chung Hyeon por três sets a zero. Depois de uma cirurgia no cotovelo, Djokovic voltou às quadras nesta semana pelo Masters 1000 de Indian Wells e sofreu contra Taro Daniel.

QUAL É O FUTURO DE T. DANIEL?

O japonês Taro Daniel encara agora o argentino Leonardo Mayer, experiente tenista número 47 do mundo. Daniel é apenas o 109 do ranking da ATP e nunca enfrentou Mayer, portanto vem mais uma vez como azarão. Mas quem eliminou Djokovic, não pode ser considerado zebra, concordam?

QUEM LEVA ESSA?

O palpite é arriscado, mas levando muito em conta o momento do japonês. Vitória de Taro Daniel por dois sets a um em uma partida muito equilibrada.

Foto: Channel NewsAsia