Renato Bernardes     |       08 fev 2018

Tsonga tem promessa do tênis pela frente

Favorito ao título em Montpellier, Jo-Wilfred Tsonga encara um dos meninos que é visto com bons olhos pelo mundo do tênis. O jovem Andrey Rublev, que vem voando baixo no torneio disputado na França. É bom abrir o olho, Rublev pode dar mais trabalho que o esperado para Tsonga. Vamos ver agora um pouco da história dos dois tenistas e qual é a chave para cada um chegar a vitória na disputa por uma vaga na semifinal do ATP de Montpellier.

TSONGA PRECISA FAZER VALER SEU NOME

Número 19 do mundo, Tsonga é o principal nome do tênis francês entre os participantes do ATP de Montpellier. Ele que já chegou a ser número 5 do mundo, tem 16 títulos conquistados e também uma final de Grand Slam no currículo, agora tem como objetivo a curto prazo voltar ao top 10 do ranking. Mais experiência com certeza ele tem, agora é preciso usá-la para não ser surpreendido contra Rublev.

RUBLEV SEGUE IMBATÍVEL NA FRANÇA

Foram dois jogos até aqui no ATP de Montpellier, todos com vitória por dois sets a zero. Na estreia, contra o espanhol Guillermo García Lopez, triunfo tranquilo em um duplo 6/4. O experiente tenista Jérémy Chardy foi o adversário na rodada seguinte e também levou dois sets a zero. O ex-top 30 do mundo não viu a cor da bolinha. Parciais de 6/2 e 6/1 em pouco mais de uma hora. Rublev, agora 36 do mundo, vive seu grande momento na carreira.

RETROSPECTO ENTRE OS DOIS

Esse é um duelo inédito no circuito mundial e também muito esperado. O jogo intenso dos dois tenistas é um convite a um jogaço. Para se ter uma ideia entre o tamanho do desafio de Rublev, Tsonga tem ao todo 16 títulos no circuito, contra apenas 1 do jovem russo. Uma verdadeira montanha para se escalar.

QUEM LEVA ESSA?

Tsonga finalmente vai ser testado e é um bom teste, diga-se de passagem. Apesar disso, o francês segue com o favoritismo e por isso deve fechar a partida em dois sets a zero. Não espere um jogo de quartas de final tão fácil, dois tiebreaks podem pintar entre as parciais.

Foto: ATP