Renato Bernardes     |       26 fev 2018

Vai começar o Brasil Open: quem é favorito?

Vai começar o Brasil Open 2018, segundo principal torneio brasileiro no circuito mundial de tênis. Tradicionalmente, a disputa acontece na cidade de São Paulo, uma semana depois do Rio Open, jogado no Rio de Janeiro. Enquanto o torneio carioca faz parte da série ATP 500, valendo quinhentos pontos no ranking, o Brasil Open tem em jogo apenas 250 pontos no ranking da associação dos tenista profissionais. Hora de saber quem é favorito ao torneio disputado do famoso ginásio do Ibirapuera.

CAMINHO ABERTO PARA MONFILS

Gael Monfils é sem dúvidas o grande favorito ao Brasil Open. Em sua passagem pela América do Sul, o tenista da França caiu cedo no ATP de Quito e de Buenos Aires, mas no Rio de Janeiro chegou nas semifinais com direito a uma eliminação com autoridade sobre o franco favorito ao título, Marin Cilic. Em São Paulo, Monfils já começa na segunda rodada esperando o vencedor do confronto entre Thomaz Bellucci e Hector Zeballos, ou seja, Monfils deve ir longe nesta edição do torneio.

FOGNINI CORRE POR FORA

Nesta disputa é bom não descartar o italiano Fabio Fognini. Muito experiente, o tenista recentemente esteve na semifinal do Rio Open, quando caiu para o vice campeão Fernando Verdasco. Fognini é figurinha carimbada nos torneios brasileiros e já sabe o que vai enfrentar pela frente, portanto o italiano pode surpreender nesta edição.

BRASILEIROS NA DISPUTA

Thiago Monteiro e Guilherme Clezar se enfrentam logo na primeira rodada e o vencedor provavelmente deve cair diante do bom tenista espanhol Albert Ramos Viñolas. Rogerinho deve ser presa fácil para Tennys Sandgren. Mais experiente entre os brasileiros, Bellucci é quem pode dar mais alegrias, mas é complicado apostar no brasileiro depois dos últimos resultados ruins com viradas bem previsíveis no currículo.

PODE APOSTAR QUE SIM

Gael Monfils tem tudo para se sagrar campeão nas quadras do Brasil Open. Pode colocar na sua lista de palpites o primeiro título do tenista nesta temporada do tênis. Difícil ver alguém fazendo frente.

Foto: Esportividade