Renato Bernardes     |       16 jan 2018

Djokovic encara Monfils pelo Aberto da Austrália

Com o fim da primeira rodada do Aberto da Austrália muitas dúvidas vão sendo sanadas. Se alguém tinha algum questionamento sobre as condições físicas de Djokovic, parado desde Wimbledon no ano passado, não tem mais. O sérvio atropelou o americano Donald Young e mostrou que está 100%. Agora ele encontra um velho conhecido: o francês Gael Monfils.

DJOKOVIC PRECISA AFASTAR FANTASMAS DO PASSADO

Há exatamente um ano Djokovic chegava tranquilo na segunda rodada do Aberto da Austrália. Então número 1 do mundo, Novak enfrentaria o desconhecido Denis Istomin, um wild card que parecia ser uma presa fácil. Mas não foi. Djokovic foi eliminado prematuramente e justamente no Grand Slam que é o maior vencedor da história com 6 títulos conquistados.

SE VALER O RETROSPECTO, MELHOR DAR A VITÓRIA A DJOKO

Pense em um confronto em que os números dão um favoritismo absoluto para um lado. Esse é o retrospecto do duelo entre Novak Djokovic x Gael Monfils. Quatorze jogos, quatorze vitórias do sérvio. O último confronto em Grand Slam foi na semifinal do US Open de 2016. Nos últimos cinco jogos foram doze sets disputados e apenas dois sets vencidos pelo francês. É uma verdadeira lavada no retrospecto.

QUEM LEVA ESSA?

Novak Djokovic pegou, sem dúvidas, o pior adversário de toda a segunda rodada. Mas com um retrospecto tão elástico como este dá para ver que o jogo do sérvio encaixa contra Gael Monfils. Portanto o palpite é uma vitória de Djokovic por 3 sets a 1.

Foto: SKY Sports